XXII Congresso Nacional de Criminalistica - 14 a 19 de Setembro de 2013 - Brasília



Aconteceu entre os dias 14 a 19 de setembro, no centro de convenções Ulysses Guimarães em Brasília, o XXII Congresso Nacional de Criminalística. O evento contou com seis dias dedicados à discussão aprofundada do conhecimento técnico científico. O evento tratou de assuntos relacionados a todas as áreas da perícia como, balística, documentoscopia, química forense, DNA, informática, análise de vídeos, fonética forense, identificação veicular, acidentes de trânsito, crimes contra a vida e patrimônio, papiloscopia e laboratórios forenses, entre outros não menos importantes. Além disso, é objetivo deste evento discutir e divulgar assuntos estratégicos à perícia brasileira, como a política nacional pela valorização da atividade pericial.

O Congresso contou com a presença de peritos criminais e de representantes da Direção de órgãos periciais de todo o País, além de integrantes do FBI Americano entre outros palestrantes de renome internacional e de larga experiência. Foi o caso do Sargento Aposentado do Departamento de Polícia de New York, Joe Blozis. Além de ministrar o curso de coleta de amostras biológicas em locais de crime, Joe Blozis palestrou sobre identificação de restos humanos em desastre de massas, como o que ocorreu no World Trade Center, em 11 de setembro de 2001.

Os dois primeiros dias, 14 e 15 de setembro, foram dedicados aos cursos Pré-evento. Sete cursos foram oferecidos nas mais variadas áreas periciais incluindo Documentoscopia, Local de crime, Perícia Ambiental, Antropologia Forense, entre outros.

Só no terceiro dia, na noite de segunda feira de 16 de setembro, houve a abertura oficial do evento que contou com a apresentação do afinadíssimo Coral da UNB. O Coral reúne alunos, professores e funcionários cantores da Universidade. O coral da UNB já se apresentou em diversos países da América Latina e Europa tendo vencido prêmios internacionais.



Durante a abertura foram convidados para a mesa de honra o presidente da Associação Brasiliense de Peritos em Criminalística (ABPC), Gustavo Dalton,  o presidente da Associação Brasileira de Criminalística (ABC) , Iremar Paulino, o presidente da Câmara Legislativa do DF, deputado Wasny de Roure, a secretária nacional de segurança pública,  Regina Miki, o desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, Jesuíno Sato, o promotor de justiça, Rodrigo Magalhães Costa, o deputado federal, Alessandro Molon, o secretário de segurança pública do DF, Sandro Avelar, o diretor-geral da Polícia Civil do DF, Jorge Xavier e a vice-reitora da UnB, Sônia Báo.

Mesa de Honra da abertura do Congresso.


Na Terça, dia 17, foi lançada a Frente Parlamentar Mista "Justiça Pela Ciência - a Perícia na Constituição". O objetivo do colegiado é valorizar a carreira desses profissionais. Na Câmara, a Comissão de Constituição e Justiça aprovou a admissibilidade da proposta de emenda à Constituição que desvincula a perícia criminal das polícias, tornando-a instituição independente, a exemplo da Advocacia Pública e a Defensoria Pública. A proposta determina que o cargo de perito seja desempenhado por servidor público concursado e que sua função seja reconhecida como típica de estado. A PEC vai ser analisada, agora, por uma comissão especial, antes de ser votada em dois turnos, pelo Plenário da câmara.

 XXII - Exposição de Tecnolologias Aplicadas A Perícia


Aconteceu, conjuntamente com o Congresso, uma feira expositora de Tecnologias para a Aplicação na Perícia. Diversas empresas tiveram a oportunidade de mostrar seus equipamentos tecnológicos e o  que há de mais moderno na luta contra o crime.

Demonstração de uso de equipamento
Representação de cena de crime



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quanto Ganha um CSI?

Eletroplessão e as diversas formas de morrer eletrocutado.

Video: Uso de luzes forense na busca de evidências